Posts Tagged 'democracia'

Delirium Tremens: PSDB PEDE CASSAÇÃO DE DILMA E POSSE DE AÉCIO

CORAÇÃO VALENTE! DILMA RECEBE O RELATÓRIO DA COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE SOBRE A DITADURA

Num momento em que a grande mídia brasileira repete o mesmo discurso moralista e hipócrita que deu sustentação e apoio midiático aos golpistas de 1964, é contundente a fala e a emoção da Presidenta Dilma ao receber o Relatório da Comissão Nacional da Verdade sobre os crimes da Ditadura Militar no Brasil. Nas páginas de seus jornais, nas suas centenas de TVs e nas suas milhares de rádios as famílias máfio midiáticas semeiam diuturnamente a violência, a insegurança, as mentiras e o discurso moralista que faz parecer que o Brasil esta eivado de corruptos. Querem que o povo se desespere. Escondem os grande avanços sociais que conquistamos por que derrotamos a mesma Ditadura Militar com a qual hoje os meios de comunicação novamente flertam ao insuflar mobilizações sem sentido de quem foi derrotado em eleições democráticas. Ao ver este vídeo chorei também. Por que as mesmas forças que provocaram o retrocesso deste país em 1964 se articulam novamente para tentar destruir o que foi construído a duras penas e pelo que muitos deram a vida e foram sacrificados e torturados. A Presidenta Dilma enfrentou a Ditadura junto com milhares de outros combatentes. Por fim a Ditadura foi derrotada. Não podemos deixar que volte. Mas o que a grande mídia tenta provocar é justamente o caos, para que a Ditadura volte. Hora da resistência. E a Defesa da Democracia requer estratégia sim, mas requer também a emoção de saber que a luta da gente não é por si próprio, mas por uma nação inteira que pela primeira vez na história fulgura entre as grandes nações do mundo. Obrigado Presidenta Dilma e a todos que lutaram no passado para que tivéssemos hoje a democracia que nos permite sonhar com um país cada vez melhor, apesar dos abutres mentirosos e golpistas que tentam derrotá-la e derrotar ao Brasil. Não Passarão!!!

O PT deve liderar a defesa da democracia

 no Blog Sustentabilidade e Democracia

lula_metalúrgico

Foto: Lula discursando aos metalúrgicos contra a Ditadura.

Não esperem que as ações golpistas da direita sejam realizadas por meio de grandes mobilizações populares. Por mais que a Globo tenha dado ênfase à retórica dos sem partidos em julho de 2013, jamais as mobilização estiveram sob hegemonia da direita, tanto é verdade que a saída do “Movimento Passe Livre” da organização resultou num esvaziamento das passeatas, e no crescimento da violência sem sentido dos “black-bockes”.

A rua não é um espaço onde os conservadores sintam conforto, especialmente com a presença de população organizada. Sem o apoio agressivo das forças da repressão, os golpistas neoliberais preferem a penumbra dos gabinetes e os acordos na calada da noite. Assim foi em 64, assim foi na votação na Câmara contra a Política Nacional de Participação Social e em todos os momentos da história.

As sombras e a hiper-realidade da mídia são os únicos espaços onde os agentes da direita conseguem se expressar de forma mais clara. Fica mais fácil esconder informações, manipular dados, criar heróis e vilões num jogo maniqueísta de poder.

É exatamente por isso que devemos nos precaver contra “golpes brancos”, ou o uso farsesco de instrumentos formais para direcionar ataques contra a organização democrática institucional. O Golpe de Estado praticado pela direita Paraguaia contra o Governo Democrático de Fernando Lugo, condenando pela diplomacia do Mercosul e da Unasul, ainda está muito próximo, e não pode ser esquecido.

A direita brasileira cada vez mais se aproxima da direita paraguaia, vejam a retórica de pessoas como Gilmar Mendes, Fernando Henrique Cardoso e Ferreira Goulart.

Quando uma comissão parlamentar de inquérito, formado por todos os partidos, resolve atacar apenas o sigilo bancário do tesoureiro de um único partido, quando PP, PMDB, PSDB e PSB aparecem em todas as listas de possível beneficiados não por esquemas de caixa dois de campanha, mas de corrupção, alguma coisa está muito errada.

Quando a Veja antecipa a publicação de uma edição, inclusive errado a data, existem indícios de que a mídia oligopolista pretende afastar ameaças aos grupos a quem está vinculada.

E aqui deixo bem claro o meu entendimento exarado em textos anteriores, de que pessoas suspeitas de corrupção devem ser investigadas, “doa a quem doer”, mas isto não pode ser realizado de forma seletiva, quando temos escândalos gritantes como o do Metrô de São Paulo, a Operação Satiagraha, e a Operação Castelos de Areia, que ainda continuam sem punição.

Outro ponto importante, e que fica evidente em todos os processos, é que não vejo nenhum fundamento na política de terra arrasada, pois isto apenas poderia redundar em efeitos negativos contra a economia.

Também não existe fundamento para utilizar as informações da Operação Lava Jato para reforçar a especulação financeira contra a Petrobrás. Reiterado interpretação anterior: “cada ataque à empresa estatal é, de fato, uma tentativa escandalosa de reduzir os custos de uma futura operação de venda da estatal”. Essa é a verdadeira bandeira da direita, e não a defesa do patrimônio público.

A Petrobrás é a fiadora de muitas obras e projetos desenvolvidos no Brasil em todos os campos, e fonte de geração de milhões de empregos. Mais do que isto, a Petrobrás é a gestora das obras e dos fundos do Pré-sal, fornecendo condições para a criação de importante capital social para o futuro do país, através do reforço das políticas de educação.

Portanto, também não é momento para condutas esquerdistas, daquelas que acreditam que o caos econômico permitirá uma transformação revolucionária. Qualquer intelectual de esquerda que tenha lido a obra de Antônio Gramsci sabe a importância da conquista hegemonia, e da necessidade reforçar a atuação política no campo da sociedade civil, por meios de sindicatos, movimentos sociais e ONGs.

Logo, o atual momento político não pode ser lido de forma ingênua, nem permite espaço para condutas mimadas e ressentidas de militantes e de políticos. É importante que o Partido dos Trabalhadores assuma uma posição de protagonista no enfrentamento dos arroubos golpistas da direita, e na efetiva defesa da Democracia, inclusive através do reforço das lutas populares.

Os resultados das eleições de outubro demonstram que a sociedade não aceita mais os desmandos dos meios de comunicação oligopolistas, nem quer um retrocesso ao neoliberalismo dos anos 90. Quer, isto sim, e de forma hegemônica, a manutenção de governos comprometidos com políticas sociais, com a radicação da democracia participativa, e com a defesa intransigente de direitos fundamentais.

Nunca tivemos um país dividido, como pregam os asseclas do golpismo, mas o confronto eleitoral de projetos distintos de desenvolvimento e de diferentes formas de forma vínculos com a sociedade. A única divisão concreta é entre os reacionários, comandados pela mídia e pelo PSDB, e as forças progressistas, que possuem no PT a sua maior expressão.

Retornando à parte inicial do artigo, a rua não é um espaço de conforto para a direita. Quem ataca a Política Nacional de Participação Social tem medo de mobilização efetiva da sociedade e, mais do que isto, de mobilização consciente e crítica, prefere ruas esvaziadas, ou ocupadas por meia dúzia de histéricos direitistas com comportamento histriônico.

É por isso que além da luta institucional, seja no âmbito parlamentar, seja por meio judicial, seja na própria Presidência da República, devemos reforçar a mobilização popular de sindicatos, de movimentos sociais, e das organizações efetivamente comprometidas com a Democracia contra qualquer forma de golpismo.  A defesa da participação social, da Reforma Política, da sustentabilidade, e do controle social da mídia, são bandeiras que devem tomar conta das ruas.

Precisamos colocar a defesa da Democracia no centro do debate político. Esta é uma tarefa fundamental da esquerda. Este é um imperativo ao Partido dos Trabalhadores.

Fascistas atacam família de petistas, depredam carro e ferem mulher em Brasília

O fascismo e o nazismo nasceram assim. Hordas de malucos espalhavam falsas noticias de assaltos, mortes, corrupção, etc…Logo em seguida a mídia da época passava a repetir insistentemente a noticia falsificada. Era Goebels, Ministro da Propaganda de Hitler que ensinava que “repetir a mentira centenas de vezes a transforma em verdade no senso comum”. É o que esta em andamento no Brasil. A Mídia associada ao PSDB e a mais retrógrada direita brasileira, financiados por organismos internacionais atacam a democracia e tentam pelo medo impor a sua forma de pensar. Tripudiam sobre a democracia, que acabou de reeleger a Presidenta da República. Mas o que querem mesmo é destruir as conquistas alcançadas nos últimos anos  e deslegitimar o Brasil diante da comunidade internacional. Como disse um amigo outro dia a um destes malucos que só falam em corrupção: “É o Pré-Sal, estúpido”. Eles não estão preocupados com “a corrupção”. Eles querem as riquezas nacionais que hoje o Brasil já explora em benefício de seu povo. E para isto vão financiar os idiotas brasileiros que também não estão nem aí pra corrupção. Estes que se manifestam, são os que não toleram a melhoria de vida que milhões de brasileiros tiveram. São os preconceituosos de todos os tipos que se associam aos golpistas financiados pelo capital financeiro e pelo império. E partem para as agressões físicas para implantar o terror e o medo, para depois exigir a deposição dos que foram democraticamente eleitos. Em Brasília a violência já se fez sentir fisicamente, conforme descreve Antonio Felipe Gonçalves em seu perfil no Facebook e que colo logo abaixo. Incitar o ódio nas ruas é crime. Que como incitadores do ódio sejam punidos. Não são manifestações políticas. São manifestações criminosas.

Estava voltando com minha família agora do almoço quando ao passarmos pela esplanada meu carro foi cercado e depredado por manifestantes pro-Aecio. Tacaram pedras que quebraram vidros, além de terem dado chutes na lataria.<br />
Mas não vou deixar barato.<br />
Estou na delegacia fazendo a ocorrência.<br />
Flávia Franco se feriu no braço com o vidro cortado e a filha esta em pânico.<br />
Isso é a democracia que eles pregam?<br />
Fascistas vocês não passarão!<br />
Parabéns Veja, Folha, Globo e afins. Vocês conseguiram.<br />
Mas podem ter certeza, isso só me dá força para não deixar o Brasil cair na mão desses fascistas!<br />
Sou Dilma Rousseff, Sou Lula!” width=”461″ height=”346″ /></div>
<div class=Estava voltando com minha família agora do almoço quando ao passarmos pela esplanada meu carro foi cercado e depredado por manifestantes pro-Aecio. Tacaram pedras que quebraram vidros, além de terem dado chutes na lataria.<br />
Mas não vou deixar barato.<br />
Estou na delegacia fazendo a ocorrência.<br />
Flávia Franco se feriu no braço com o vidro cortado e a filha esta em pânico.<br />
Isso é a democracia que eles pregam?<br />
Fascistas vocês não passarão!<br />
Parabéns Veja, Folha, Globo e afins. Vocês conseguiram.<br />
Mas podem ter certeza, isso só me dá força para não deixar o Brasil cair na mão desses fascistas!<br />
Sou Dilma Rousseff, Sou Lula!” width=”461″ height=”346″ /></div>
</div>
</div>
</div>
<div class=
Antonio Felipe Gonçalves adicionou 2 novas fotos.

Nesse sábado estava voltando com minha família do almoço quando ao passarmos pela esplanada meu carro foi cercado e depredado por manifestantes pro-Aecio. Tacaram pedras que quebraram vidros, além de terem dado chutes na lataria.

Mas não vou deixar barato.
Estou na delegacia fazendo a ocorrência.

Flávia Franco se feriu no braço com o vidro cortado e a filha (de 6 anos) está em pânico.

Isso é a democracia que eles pregam?

Fascistas vocês não passarão!

Parabéns Veja, Folha, Globo e afins. Vocês conseguiram.

Mas podem ter certeza, isso só me dá força para não deixar o Brasil cair na mão desses fascistas!

Sou Dilma Rousseff, Sou Lula!

REFORMA POLÍTICA SEM CONSTITUINTE E MUITA MOBILIZAÇÃO PODE VIRAR CONTRA REFORMA COM UM CONGRESSO NACIONAL CONSERVADOR

Por Ricardo Gebrim no Portal Plebiscito Constituinte 

Lula: “Se você olhar a Veja como um panfleto do Aécio, você sofre menos” (vídeo)

O ex-presidente criticou a capa antecipada pela revista e afirmou que não a leva a sério, pois “ela odeia o PT e os governos do PT”
 ex-presidente afirmou que a Veja é uma revista de oposição ao PT .
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em vídeo divulgado pelo Instituto Lula que última capa da revista Veja foi um instrumento para a campanha do então candidato à Presidência Aécio Neves “trabalhar na imprensa escrita e na imprensa televisada” e “talvez o melhor panfleto da campanha de Aécio”.

A capa, que foi antecipada pela revista para chegar às bancas antes das eleições do domingo 26, foi considerada a última “bala de prata” da oposição para reverter o cenário que apontava para a reeleição de Dilma Rousseff. “Se você olhar a Veja como uma revista de informação, você fica muito nervoso pela quantidade de mentiras. Agora, se você olhar a Veja como um panfleto da campanha do Aécio, você sofre menos”, afirmou Lula.

Dilma Rousseff se posicionou no horário eleitoral no mesmo dia da veiculação da revista, sexta-feira 24, afirmando que processaria a publicação. Na noite de sábado 25, o ministro Admar Gonzaga, do TSE, concedeu na noite o direito de resposta à candidata do PT por considerar que a publicação não teve “qualquer cautela” e transmitiu a acusação de “forma ofensiva” e em “tom de certeza”.

No vídeo, Lula ainda afirma que não lê a revista há muito anos. “Eu não levo a revista a sério”, disse. “Ela odeia o PT, odeia os governos do PT e nós ao invés de ficarmos nervosos e irritados, devemos ver que a Veja é uma revista de oposição ao governo.”

Na democracia não tem terceiro turno

Adeli-SellPor Adeli Sell

Tão logo se tornou público o resultado das eleições presidenciais, consagrando Dilma Rousseff a primeira mulher reeleita presidenta deste País, já se ouvia por aí comentários maldosos sugerindo – pasmem – o impeachment dela. Isto é um chamado claro para o golpe, como os golpes tentados pela mídia e alguns segmentos radicais do tucanato, que perde quatro eleições consecutivas para o Partido dos Trabalhadores.
Na democracia é assim, pode-se ganhar uma eleição com diferença de apenas um voto. Dilma ganhou com quase 4 milhões, apesar de tudo o que foi feito contra ela e contra o PT. Não tem terceiro turno.
A presidenta, corretamente, em seu discurso da vitória chamou pela união dos brasileiros e disse que aprendeu na campanha que o povo quer mais mudanças. Foram assim as vozes das jornadas de junho de 2013, vozes dispersas que só se encontraram em alguns momentos de turbulência, não ficando claro porque no meio delas surgiram os oportunistas à direita e à esquerda.
O lacerdismo, ao estilo dos caciques da velha UDN, o repeteco dos métodos da velha revista ‘O Cruzeiro’ foram mais do que presentes, preocupantes. Para a população a presidenta garantiu mais e mais educação. E irá ampliar o Pronatec e todos os meios de educação da pré-escola ao Ciência sem Fonteiras. Como ouvimos nas ruas, agora, o filho do pedreiro pode virar doutor.
Mas sem as reformas, o País não avançará. Acerta a presidenta quando fala em priorizar a Reforma Política, pois o atual modelo está falido, induz à corrupção e a todas as conhecidas mazelas, como caixa 2, etc. Mas não pode deixar de pensar no controle externo do Judiciário, bem como na democratização da mídia, acabando com seu poder monopolista e antidemocrático.
Temos que apostar na democracia, na participação da população das decisões, como no combate sem tréguas à corrupção. E aqui, como lá, vamos respeitar os resultados das urnas, fazendo uma transição sem tumultos e de forma transparente, apostando numa oposição responsável, para podermos trilhar bons caminhos nas eleições municipais de 2016.

Adeli Sell

Subsecretário do Parque Assis Brasil


Luiz Müller

Twitter


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.358 outros seguidores